49 99177-1178   contato@pedrosaprevidencia.com.br

CONTATE O ESCRITÓRIO ONLINE!

Pedrosa Responde

  • Vilson Pedrosa
  • 20 de novembro de 2019

Pedrosa Responde: (LIVE DO DIA 12/11/19 - APOSENTADORIA ESPECIAL)

Basta acessar seu nome por ordem alfabética e se ao final desejar responder os questionamentos e complementar, pode enviar pelo escritório on-line:


>>>>>ACESSAR ESCRITÓRIO ONLINE<<<<<

Ou se preferir entre em contato pelo Whatsapp: (49) 99177-1178

 

 

Confira as respostas a seguir:

 

A

Antonio Portela: Pedrosa, tenho 6 anos de vigia este tempo entra como especial?

Dr. Pedrosa: Olá, Antonio! Infelizmente a categoria de vigia não é considerada uma atividade especial pela legislação vigente. Portanto, estes 6 anos que você possui exercidos como vigia são considerados apenas como comuns, ou seja serão utilizados apenas para aposentadoria por tempo de contribuição ou por idade. Você tem outros períodos de trabalho? Entre em contato comigo através do Whatsapp (49) 99177-1178.

_


Adriano Conceição: Esses pontos contam para quem trabalhou em outras empresas antes de ser vigilante ou só vale quando começou a trabalhar de vigilante?

Dr. Pedrosa: Olá, Adriano! A aposentadoria por pontos na legislação vigente é realizada somando a idade mais tempo de contribuição independentemente do tipo de atividade exercida pelo requerente sendo necessários 86 pontos para mulheres e 96 pontos para homens. Já na atual proposta do governo onde querem implantar a aposentadoria por pontos na questão da insalubridade, será utilizado apenas os períodos de atividade especial dependendo da exposição serão necessários uma quantidade de pontos sendo 66,76 e 86 pontos. Estes detalhes deverão ser definidos ainda. Quanto tempo de serviço tem? Entre em contato comigo através do Whatsapp (49) 99177-1178.

_

Avcraft games: Tenho 25 anos de vigilante mais 50 anos de idade pode pedir aposentadoria especial?

Dr. Pedrosa: Olá, Avcraft! Até o momento é possível requerer o benefício sim, pois a PLC que trata da aposentadoria especial ainda não foi aprovada. Portanto, o único requisito é que se possua 25 anos completos de atividade especial (periculosa ou insalubre). Primeiro passo que deve fazer é comprovar o tempo pegando o PPP nas empresas em que trabalhou e o CNIS no INSS, fazendo o cálculo para verificar se fecha realmente o tempo de 25 anos. Adicione meu whatsapp (49) 99177-1178 na agenda do seu celular e qualquer dúvida pode enviar que vou te responder.

_

Attila Miklos: Pedrosa, tenho 23 anos e dois meses na regra de transição somando com minha idade de 46 anos tenho 69, quanto tempo vai faltar?

Dr. Pedrosa: Olá! Para a regra de transição sem a necessidade de idade mínima você teria que estar a apenas 2 anos de completar os 35 anos de contribuição que são necessários e pagar um pedágio de 50% do tempo que falta ou seja mais 1 ano, porém você não é elegível a esta regra infelizmente. Já para a regra de pontos são necessários 96 pontos onde você também não é elegível. E a outra regra seria a do pedágio de 100% onde você teria que ter 60 anos de idade e pagar mais um pedágio em dobro do tempo que falta para os 35 anos de contribuição, o que não seria vantajoso para o seu caso infelizmente. Infelizmente será necessário que você aguarde as novas regras de transição.

_

Arnaldo Carvalho: Tenho 25 anos pago especial ppp prova periculosidade e insalubre ruído e poeira metalúrgico.

Dr. Pedrosa: Olá, Arnaldo! Como você já possui 25 anos de atividade especial, já possui direito de requerer a sua aposentadoria especial desde que a sua documentação esteja toda correta e dentro dos critérios estabelecidos pela legislação atual. Você já possui os Perfis Profissiográficos Previdenciários (PPPS)? Entre em contato comigo através do Whatsapp (49) 99177-1178 para que eu possa ajudá-lo de melhor forma.

_

Alice Pereira: Vou fazer 25 anos como vigilante agora em Dezembro, senhores Senadores como fica minha situação? Vou completar 52 anos em Janeiro de 2020.

Dr. Pedrosa: Olá, Alice! Você já possui o seu CNIS para conferência? Seu caso é um dos muitos que estão ocorrendo com a mudança da lei, entre em contato comigo através do Whatsapp (49) 99177-1178 para que eu possa ajudá-la com essa questão de forma mais precisa.

_

Alexandre M.Crudeli: Pedrosa, tenho 21 anos de vigilante sempre armado e 42 de idade como fica meu amigo?

Dr. Pedrosa: Olá, Alexandre! Infelizmente pelos dados informados você não se encaixa em nenhuma das regras de transição, a não ser que você possua mais algum tempo em outras atividades. Entre em contato comigo através do Whatsapp (49) 99177-1178 para que eu possa lhe ajudar.

_

Alberto Nogueira Oliveira: Gostaria de saber quem já fez o requerimento antes da Reforma como ficará a situação desse profissional?

Dr. Pedrosa: Alberto, quem fez o pedido de aposentadoria anterior à promulgação da Reforma, terá seu direito garantido pela lei anterior desde que todos os requisitos para a concessão estejam preenchidos.

_

Audisio Ribeiro: Tenho 18 anos de vigilante, 6 de vigia, 1 de frentista, 5 de manobrista, 5 rural qual seria a melhor? Pontos ou especial?

Dr. Pedrosa: Ao que tudo indica Audisio, você já possui os requisitos para requerer a sua aposentadoria por tempo de contribuição, pois já utilizando a conversão dos períodos especiais seu tempo fecha em 42,6 anos de contribuição. Você já possui os seus Perfis Profissiográficos Previdenciários (PPPS) em mãos? Entre em contato comigo através do Whatsapp (49) 99177-1178 que eu irei lhe ajudar.

 

C

Celso Emerick: Dr. Pedrosa, eu fecho 25 anos dia 20 de dezembro sendo 23 anos e meio de vigilante e 1 ano e meio de insalubre e 10 meses de motorista e já dei entrada em março será que eu pego a especial?

Dr. Pedrosa: Olá, Celso! Ao que tudo indica você possui o tempo para ter o direito à aposentadoria especial, desde que sua documentação esteja correta com todos os requisitos preenchidos e de acordo com a legislação vigente no período em que você deu entrada no pedido.

 

D

Daniel dos Santos: Pedrosa, tenho tempo de serviço como eletricista de manutenção e tempo de vigilante. Em ambos recebia e recebo risco de vida, posso incluir os dois na especial?

Dr. Pedrosa: Daniel, os períodos em que você exerceu a função de eletricista se você recebeu periculosidade, é possível sim você somar esse tempo com o seu tempo de vigilante para requerer a sua aposentadoria especial. Quanto tempo de atividade você possui em ambas as atividades? Entre em contato comigo através do WhatsApp (49) 99177-1178 que eu vou lhe ajudar.

 

E

Ewerton Santos: Pedrosa, quem trabalhou com produtos químicos, ?trabalhei como encanador quando pagava periculosidade.

Dr. Pedrosa: Olá, Ewerton! Dependerá da função que você exercia e do grau de exposição aos produtos químicos descrito no Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP) que é emitido pela empresa. Mas, ao que tudo indica é contado como um período especial sim, somado ao tempo e que você recebeu periculosidade. Quanto tempo você possui exercendo as atividades? Entre em contato comigo através do Whatsapp (49) 99177-1178.

_

Edilson Andrade: Trabalho há 22 anos de vigilante e tenho 5 anos em outras empresa tenho direito me aposentar?

Dr. Pedrosa: Olá Edilson! Pelos dados que você informou já possui direito sim de se aposentar pela aposentadoria comum, pois seu tempo especial convertido em comum somado aos 5 anos de outras empresas fecha em 35,8 anos de contribuição. Você conhece a regra de conversão? Entre em contato comigo através do Whatsapp (49) 99177-1178 que eu lhe explico.

_

Elton Fabian Assis de Andrade Oliveira: Porte de arma , tem possibilidade de ser estendido para o vigilante , quais segmentos (carro forte),escolta armada ou vspp, e vigilante patrimonial como fica?

Dr. Pedrosa: Olá, Elton! O texto sobre porte de arma foi aprovado na Câmara dos Deputados, porém ainda permaneceu o impasse para as categorias de fiscais ambientais, agentes de trânsito, oficiais de Justiça, vigilantes e guardas municipais. Essas categorias serão objeto de um projeto de lei específico, a ser enviado pelo Poder Executivo em regime de urgência constitucional.

 

 

F

Fernando Silva: Essa aprovação vai valer para quem trabalha armado ou desarmado no posto? Sobre tempo de afastamento médico se conta para tempo de contribuição?

Dr. Pedrosa: Olá, Fernando! A PEC paralela ainda não foi votada pelo congresso, porém o relator apresentou o texto onde dá o direito à aposentadoria especial para vigilantes independente do uso de arma de fogo, porém o que irá definir o direito serão as atividades dentro da profissão. Ainda não foram definidas de forma concreta as atividades que terão o direito.

_

Fabiano Ribeiro: Pedrosa, eu tenho 22 anos de vigilante e 6 anos de comum e 47 anos de idade, como fica a minha situação?

Dr. Pedrosa: Olá, Fabiano! Pelos dados informados seu tempo de contribuição já convertendo os períodos especiais fica em torno de 36,8 anos, o que lhe dá direito a requerer sua aposentadoria comum. Você sabe como é feita a regra de conversão? Entre em contato comigo através do whatsapp (49) 99177-1178 que eu irei lhe explicar.

 

G

Goumide Amaro: Dr. Pedrosa, e quem está a menos de 2 anos para se aposentar, podemos brigar pela a conversão da especial para a comum?

Dr. Pedrosa: Olá, Goumide! Nesse caso você se enquadra na regra de pedágio, onde você deverá cumprir os dois anos que faltam para os 35 anos de contribuição e pagar um pedágio de 50% do tempo que falta, ou seja mais 1 ano, totalizando 3 anos. Até o momento o texto que não permite a conversão do tempo especial em comum ainda não foi aprovado, portanto você ainda pode converter esse período. Quanto tempo você possui na atividade?

_

Ginaldo dos Santos Filho: É verdade que o vigilante com 55 anos de idade, tem o direito de se aposentar?

Dr. Pedrosa: Olá, Ginaldo! O vigilante que possui 25 anos de atividade especial (periculosa ou insalubre) tem o direito de requerer a sua aposentadoria especial sem que ainda seja influenciada pela idade mínima de  60 anos. Quanto tempo você possui de atividade? Entre em contato comigo através do whatsapp (49) 99177-1178.

_

Garcia Garcia: Pedrosa,como está o Estatuto do vigilante?

Dr. Pedrosa: Olá Garcia! Até o momento o Estatuto da Segurança Privada ainda não foi votado, mas o mesmo está em discussão para que sejam decididos alguns pontos importantes. Após ser discutido, o mesmo irá para votação no congresso.

_

Gevair Alves: Dr. Pedrosa, tenho 24 anos é seis meses no transporte de valores e 11 anos trabalho comum eu consigo a aposentadoria especial?

Dr. Pedrosa: Olá, Gevair! Para requerer a aposentadoria especial é necessário que você possua 25 anos completos de atividade especial (periculosa ou insalubre), portanto ainda faltam 6 meses para que você possa requerer a sua aposentadoria especial. Porém você já possui o direito à aposentadoria comum pois seu tempo de contribuição segundo as informações que você repassou fecha em 45 anos. Você já possui seus Perfis Profissiográficos Previdenciários? Entre em contato comigo através do whatsapp (49) 99177-1178 que eu irei lhe ajudar.

_

Gilson Costa: Vai continuar precisando do ppp?

Dr. Pedrosa: Olá, Gilson! Sim ainda será necessário o uso do Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP) para a comprovação dos períodos especiais, pois nele está descrito o risco, o grau de exposição e a atividade exercida dentro dos critérios estabelecidos por lei. Quanto tempo de atividade você possui?


H

Hermene Gildo José: Tenho 25 anos e todos os ppps sou vigilante independente de idade já posso da entrada?

Dr. Pedrosa: Olá, Hermene! Ao que tudo indica você já pode requerer a sua aposentadoria especial sim, pois a questão da idade ainda não foi estabelecida. Portanto, é possível requerer sem que a idade influencie no seu pedido. Caso possua dúvidas, entre em contato comigo através do whatsapp (49) 99177-1178, para que eu possa ajudá-lo.

 

J

Jiuzelio Brito: Eu Tenho 43 anos 15 de vigilante e 5 anos de Porteiro numa empresa de segurança como fica?

Dr. Pedrosa: Olá, Brito! Pelo que você informou você não se encaixa em nenhuma das regras de transição criadas pela reforma. Ou seja, infelizmente está elegível as novas regras da previdência.

_

Josimar Jose Silva: Tenho 24 como vigilante, 2 anos e 4 meses em tecelagem, um ano de exército, é 53 se idade, eu me encaixo? Obrigado!

Dr. Pedrosa: Olá, Josimar! Para aposentadoria especial são necessários 25 anos completos de atividade especial (periculosa ou insalubre), no seu caso teria que ser verificado se você recebia insalubridade enquanto trabalhava na tecelagem. Os período trabalhado no exército é considerado comum, portanto você tem o direito à aposentadoria comum apenas, pois convertendo os períodos especiais para comum seu tempo fecha em 37 anos de contribuição. Você possui o Perfil Profissiográfico Previdenciário da tecelagem? Entre em contato comigo através do whatsapp (49) 99177-1178.

_

Jonatas De Carvalho: Tenho 51 anos 23 anos vigilante e 7 de metalúrgica.

Dr. Pedrosa: Olá,Jonatas! Teria que ser verificado se você recebia insalubridade na metalúrgica, caso recebesse há a possibilidade de unir os 23 anos de vigilante com os 7 anos de metalúrgica, possibilitando assim o requerimento de sua aposentadoria especial. Você sabe como é realizada essa junção? Entre em contato comigo através do whatsapp (49) 99177-1178 que eu irei lhe explicar.

_

Jose Maria Menezes: Pedrosa, tenho 21 anos de vigilância e 10 anos comum e 50 de idade. Minha pergunta é, pela nova lei irei conseguir transformar em comum e entra na regra de pontos?

Dr. Pedrosa: Olá, José! No seu caso o mais aconselhável seria converter o tempo especial em comum e somar com os 10 anos de comum, pois o texto que impede a conversão ainda não foi aprovado. Convertendo o especial em comum já somando com o restante, você teria 39,4 anos de contribuição já podendo requerer a sua aposentadoria comum. Você sabe como funciona a conversão destes períodos? Entre em contato comigo através do whatsapp (49) 99177-1178 que eu irei lhe explicar.

_

José Roberto Dias Dias: Qual valor da especial do vigilante pedrosa?

Dr. Pedrosa: Olá, José! Na legislação atual, a aposentadoria especial é o valor integral de sua contribuição. Porém a partir da aprovação da PEC paralela, o benefício da especial será calculado utilizando 60% de todas as suas contribuições e somado 2% a cada ano que ultrapasse os 20 anos de contribuição. Quanto tempo você possui de atividade? Entre em contato comigo através do whatsapp (49) 99177-1178 se restarem dúvidas.

_

José Roberto: Tenho como aproveitar esse tempo de serralheiro?

Dr. Pedrosa: José, todos os períodos onde você contribuiu com o INSS podem ser contados para questões previdenciárias, no seu caso teria que verificar apenas se o tempo de serralheiro é considerado especial ou comum através do Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP) emitido pela empresa. Quanto tempo de atividade você possui? Entre em contato comigo através do whatsapp (49) 99177-1178 que eu posso lhe ajudar.

 

 

L

Luciano Silva: Tenho 24 anos de vigilante, não dei entrada, vou conseguir converter ano que vem?

Dr. Pedrosa: Luciano, é provável que não seja possível converter esse tempo, pois assim que a Reforma entrar em vigor, a princípio, não haverá a possibilidade de fazer a conversão, necessitando dos 25 anos integrais para aposentar-se; Caso você possua algumas contribuições de aposentadoria comum, sugiro que siga com a conversão deste tempo especial agora, e veja a possibilidade de aposentar-se por tempo de contribuição, enquanto o mesmo ainda é possível. Você sabe como funciona a conversão? Entre em contato comigo através do whatsapp (49) 99177-1178 que eu irei lhe auxiliar.

_

Leôncio Santos: Boa noite! Pedrosa, com 25 anos de vigilante armado se aposenta ou não?

Dr. Pedrosa: Leôncio, atualmente o vigilante que possui os 25 anos como especial, e possuir o Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP) comprovando a exposição a risco, pode dar entrada na aposentadoria. Após a vigência da PEC, o que muda é que além desses 25 anos de contribuição especial, é necessário completar 60 anos de idade. Você já possui seus PPPS? Entre em contato comigo através do Whatsapp (49) 99177-1178 que eu posso lhe ajudar.

_

Leonardo Palmares: Pedrosa, adoeci de uma doença ocupacional e a empresa não emitiu a CAT o que fazer?

Dr. Pedrosa: Leonardo, muitas vezes a empresa faz isso para que o auxílio-doença do colaborador seja previdenciário e não acidentário, pois o acidentário impõe a estabilidade de 12 meses após retorno às atividades. Sugiro que entre em contato com o seu sindicato para que eles emitam o CAT caso necessário. Possui mais alguma dúvida? Entre em contato comigo através do whatsapp (49) 99177-1178.

_

L Silva Carlos: Boa noite, tenho 22 anos como vigilante e um período nesse tempo como vigilante em indústria de tinta e refinaria, posso juntar periculosidade e insalubridade?

Dr. Pedrosa: Carlos, possuindo o Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP) e o Laudo Técnico das Condições do Ambiente de Trabalho (LTCAT) comprovando a periculosidade e a insalubridade, você pode sim ter o direito às duas condições. Qual o período em que você trabalhou na indústria de tinta? Entre em contato comigo através do whatsapp (49) 9177-1178.

 

M

Marcílio Viana: Pedrosa, a idade mínima para a aposentadoria especial do vigilante vai ser 60 anos mesmo?

Dr. Pedrosa: Marcílio, através Proposta de Lei Complementar N° 245/19, foi instituído a necessidade de possuir 60 (sessenta) anos de idade e 25 anos de efetiva exposição. Quanto tempo de atividade você possui? Entre em contato comigo através do Whatsapp (49) 99177-1178.

_

Michel Moura: E o estatuto?

Dr. Pedrosa: Michel, ainda não houve movimentação relativa ao Estatuto da Segurança Privada. Assim que houver fato novo, você pode acompanhar através do meu canal no YouTube, pois sempre estou trazendo conteúdo exclusivo, de relevância, e atual para manter todos bem informados. Acompanhe Pedrosa Previdência no Youtube.

_

Marivaldo Souza: Para os vigilantes que faltam 2 ou três anos para se aposentar pode acrescentar 1.4 pra completar?

Dr. Pedrosa: Marivaldo, essa conversão é válida para transformar o tempo de especial em comum, e depois somar com o restante da comum para ver se fecha os 35 anos de contribuição. Lembrando que com às mudanças talvez não seja mais possível realizar a conversão. Quanto tempo você possui de atividade? Entre em contato comigo através do Whatsapp (49) 99177-1178.

_

Marcos Marques: Posso somar meus 7 anos que eu trabalhei na Comlurb, com os meus 18 anos de vigilante?

Dr. Pedrosa: Marcos, pode sim, mas fique atento, é necessário comprovar a periculosidade ou insalubridade através do Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP) e Laudo Técnico das Condições do Ambiente de Trabalho (LTCAT). Você já possui essa documentação? Entre em contato comigo através do Whatsapp (49) 99177-1178.

_

Marcio Gomes Silva: Pedrosa tem 23 anos e 04 meses e mais 03 anos de porteiro.

Dr. Pedrosa: Marcio, caso você consiga comprovar periculosidade ou insalubridade nesses 23 anos através do Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP) e Laudo Técnico das Condições do Ambiente de Trabalho (LTCAT) sugiro que você converta esse tempo em comum e aposente por tempo de contribuição. Convertendo o seu tempo, resulta em 35 anos de contribuição comum. Lembrando que tudo isso só é possível antes da vigência do Projeto de Lei Complementar 245/19! Você sabe como é feita a conversão? Para mais informações, entre em contato comigo pelo WhatsApp através do número (49) 99177-1178. Aguardo sua mensagem!

_

Marcelo Eu: Pedrosa, tira uma dúvida é verdade que ele querem colocar vigilantes como agente penitenciário?

Dr. Pedrosa: Marcelo, por enquanto os requisitos são diferentes, ou seja, o curso de vigilante não está atrelado ao vigilante penitenciário. Caso você cumpra os requisitos exigidos no edital, pode tentar o concurso ou processo seletivo para vigilante penitenciário, mas os dois não possuem ligação.

_

Mauricio Costa: Eu tenho 24 anos e 9 meses já estou enquadrado na aposentaria especial tenho 47 anos?

Dr. Pedrosa: Olá, Maurício! Para solicitar a especial seria necessário ter os 25 anos completos. O que poderia ser feito é converter esse tempo de especial em comum, e caso você tenha mais alguma contribuição como comum, somar e aposentar por tempo de contribuição. Lembrando que a partir da vigência do Projeto de Lei Complementar 245/19  isso não será mais possível, visto que a aposentadoria por tempo de contribuição foi extinta, e a conversão possivelmente não exista mais também. Sendo necessário ter os 25 anos de especial integrais e mais os 60 anos de idade. Entre em contato comigo pelo WhatsApp através do número (49) 99177-1178, assim podemos analisar a possibilidade.

_

Manoel Candido: Tenho 25 anos como vigilante e 5 anos em indústria química posso dar entrada na aposentadoria. Tenho 51 anos.

Dr. PedrosaManoel, você pode sim solicitar a sua aposentadoria especial comprovando a periculosidade ou insalubridade através do Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP) e Laudo Técnico das Condições do Ambiente de Trabalho (LTCAT). Possuindo toda a documentação, sugiro que faça o seu pedido de Aposentadoria Especial o quanto antes. Você possui algum dos documentos mencionados acima? Entre em contato comigo pelo WhatsApp através do número (49) 99177-1178 que posso tirar todas as suas dúvidas de forma mais célere.

 

N

Norberto Francisco Lopes: Pedrosa, foi concedido aposentadoria especial para a categoria?

Dr. Pedrosa: Norberto, sim, a Aposentadoria Especial foi concedida para a categoria dos Vigilantes. O que ocorre é que através do Projeto de Lei Complementar n° 245/19 há outras exigências além dos 25 anos de contribuição especial, sendo necessário também ter 60 anos de idade completos. Quanto tempo de atividade você possui?

 

 

O

Orlando Leitholdt: Tenho 10 anos de vigilante sem arma,tenho direito dos 40 por cento.Tenho 58 anos ao todo 32 anos.

Dr. Pedrosa: Orlando, caso consiga comprovar a insalubridade ou periculosidade através do Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP) e Laudo Técnico das Condições do Ambiente de Trabalho (LTCAT) é possível fazer a conversão desses 10 anos para a comum (resulta em 14 anos) e somar com o resto de comum. Caso alcance 35 anos, poderá aposentar por tempo de contribuição. Ressalto que a partir da vigência da Reforma da Previdência não haverá aposentadoria por tempo de contribuição. Você sabe como funciona a conversão do tempo especial em comum? Entre em contato comigo através do whatsapp (49) 99177-1178 que eu posso lhe explicar melhor.

_

Odair de Freitas Freitas: Boa noite trabalhei 22 ano carro forte e 8 na fábrica de vidro com insalubre

Dr. Pedrosa: Odair, é possível somar esses dois e alcançar a idade necessária para aposentadoria especial. Basta comprovar a insalubridade e a periculosidade através do Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP) e Laudo Técnico das Condições do Ambiente de Trabalho (LTCAT). Assim já pode solicitar sua Aposentadoria Especial. Você possui os PPPS? Sugiro que entre em contato comigo através do WhatsApp pelo número (49) 99177-1178.

_

Olívio De Jesus: Pedrosa , tenho 24 anos de vigilante e mais 5 anos em outras funções e tenho 51 anos pelo tempo de vigilante o melhor e aposentadoria especial?

Dr. Pedrosa: Olívio, atualmente você pode converter esses anos de especial em comum,  basta comprovar a insalubridade e a periculosidade através do Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP) e Laudo Técnico das Condições do Ambiente de Trabalho (LTCAT). Obtendo a documentação necessária, seu tempo resulta em 38,6 anos. Você sabe como funciona a conversão? Lembrando que a mesma será extinta após a vigência do Projeto de Lei Complementar N° 245/19. Entre em contato comigo através do WhatsApp pelo número (49) 99177-1178. Aguardo sua mensagem!

 

R

Roberto Viana: O tempo de serviço antes da Reforma no caso especial pode ser convertido pelo cálculo 1.4? E a idade mínima?

Dr. Pedrosa: Roberto, atualmente para converter tempo especial em comum, basta você pegar o tempo de especial e multiplicar por 1.4 (homens) ou 1.2 (mulheres). Lembrando que a conversão também corre risco e está em discussão. Você possui quanto tempo de atividade?

_

Romario Alves: Sou registrado como vigiam, mas recebo a periculosidade tenho direito?

Dr. Pedrosa: Romário, para receber aposentadoria especial basta comprovar a insalubridade ou periculosidade através do Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP) e Laudo Técnico das Condições do Ambiente de Trabalho (LTCAT). Desta forma, pode solicitar sua aposentadoria especial. A quanto tempo você recebe periculosidade? Entre em contato comigo através do whatsapp (49) 99177-1178.

_

Raul Paranhos: Gostaria de saber se o posto de serviço que oferece refeição faz o vigilante perder o vale refeição ou o Alimentação ou não?

Dr. Pedrosa: Raul, caso a empresa forneça a refeição ela não é obrigada a pagar o vale, pois esse é destinado a alimentação dos dias trabalhados. Apesar de ser considerado um extra, ele é destinado a alimentação nutricional para o bom desempenho da função.

_

Ranieri Lagos: Para eu transformando tempo especial em tempo comum e somando outro registro tenho 33 anos de contribuição, falta 2 anos entro na nova reforma?

Dr. Pedrosa: Ranieri, através da reforma não existirá mais aposentadoria por tempo de contribuição, sugiro analisar a possibilidade do pedágio para aposentar-se antes da reforma. Ressalto que após a vigência da mesma, para receber aposentadoria comum, além dos 35 anos de contribuição, é necessário ter 65 anos de idade, e para a especial é necessário ter 25 anos de contribuição e completar 60 anos de idade. Entre em contato comigo através do WhatsApp (49) 99177-1178. Aguardo sua mensagem!

 

S

Sebastiao Galvao: Pedrosa, boa noite,eu tenho 32 como vigilante e 55 anos,estou com uma ação na Justiça Federal do Rio de Janeiro como fica minha situação?

Dr. Pedrosa: Sebastião, se você já solicitou sua Aposentadoria Especial frente ao judiciário, seu processo deve estar suspenso, e assim que sair a decisão então o entendimento será destinado a todas as outras ações. Só aguardando pra saber!

_

Sergio Copacabana: Pedrosa, eu tenho 16 anos de vigilante e 14 de comum e tenho 45 de idade o que fazer ?

Dr. Pedrosa: Sérgio, é possível converter esse tempo de especial em comum, basta comprovar a insalubridade ou periculosidade através do Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP) e Laudo Técnico das Condições do Ambiente de Trabalho (LTCAT), que comprovados resultam em 36,4 de contribuição como comum, e então você poderia aposentar-se por tempo de contribuição. Mas, fique atento, com a vigência da reforma não será mais possível aposentar-se por tempo de contribuição. Você conhece a regra de conversão? Sugiro que entre em contato comigo através do WhatsApp pelo número (49) 99177-1178. Aguardo sua mensagem!

_

SS 84: Pedrosa, e a facilitação para adquirir o armamento para o vigilante em geral foi derrubada mesmo?

Dr. Pedrosa: O texto sobre porte de arma foi aprovado na Câmara dos Deputados, porém ainda permaneceu o impasse para as categorias de fiscais ambientais, agentes de trânsito, oficiais de Justiça, vigilantes e guardas municipais. Essas categorias serão objeto de um projeto de lei específico, a ser enviado pelo Poder Executivo em regime de urgência constitucional.

_

Scott Silva: Ainda podemos ter esperança na Aposentadoria Especial?

Dr. Pedrosa: Scott, apesar da reforma, ainda podemos levar a Aposentadoria Especial em consideração. Mudou muita norma e desestabilizou muitos que acabaram prejudicados com a reforma. Apesar de tudo ela ainda está facilitada, mas não está justa. Devemos ir a luta e pressionar para que tenhamos melhores resultados.

 

V

Valdecir Ribeiro: Pedrosa, eu tenho 23 de vigilante e 45 de idade qual melhor opção?

Dr. Pedrosa: Valdecir, caso você possua alguma contribuição comum e comprovando a insalubridade ou periculosidade através do Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP) e Laudo Técnico das Condições do Ambiente de Trabalho (LTCAT), você pode fazer a conversão e tentar aposentar-se por tempo de contribuição. Você possui mais algum período em outras atividades?

_

Valdeci Miguel Nunes: Boa noite, tenho 20 anos como vigilante. e 8 anos comum?

Dr. Pedrosa: Valdeci, você pode converter esse tempo de vigilante como especial em comum, basta comprovar a insalubridade ou periculosidade através do Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP) e Laudo Técnico das Condições do Ambiente de Trabalho (LTCAT). Ao todo, resultaria em 35 anos, e poderia solicitar sua aposentadoria por tempo de contribuição. Lembrando que após a vigência da Reforma da Previdência não será mais possível aposentar-se por tempo de contribuição. Você conhece a regra de conversão? Sugiro que entre em contato comigo pelo WhatsApp através do número (49) 99177-1178. Aguardo sua mensagem!

_

Valmir Ricart: Dr. Pedrosa, como fica a Aposentadoria Especial dos Vigilantes só os 25 anos de profissão ou vai ter que ter 60 anos ou 65 anos de idade

Dr. Pedrosa: Valmir, através do Projeto de Lei Complementar N ° 245/19,  além de precisar dos 25 anos de contribuição especial, é necessário ter 60 anos de idade. Quanto tempo de atividade você possui? Entre em contato comigo através do Whatsapp (49) 99177-1178.

 

W

Waldeci Teixeira: Pedrosa, tenho 14 anos de vigilante 5 anos de insalubre e 55 anos de idade e 9 anos comum será que consigo aposentar?

Dr. Pedrosa: Waldeci, sugiro converter esses tempos em comum, se comprovados através do Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP) e Laudo Técnico das Condições do Ambiente de Trabalho (LTCAT), resulta em 35 anos, podendo solicitar sua aposentadoria por tempo de contribuição. Mas lembre-se, a Reforma da Previdência não aceitará aposentadoria por tempo de contribuição após sua vigência. Quer saber mais sobre como funciona a regra de conversão? Entre em contato comigo pelo WhatsApp através do número (49) 99177-1178. Aguardo sua mensagem!

 

 

 

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS


Fale Comigo!
WhatsApp

Receba novidades

Canal do Youtube

 

Instagram

/Pedrosa Previdência

Curta Nossa Página