49 99177-1178   contato@pedrosaprevidencia.com.br

CONTATE O ESCRITÓRIO ONLINE!

Pedrosa Responde

  • Vilson Pedrosa
  • 19 de dezembro de 2019

Pedrosa Responde #3: (LIVE DO DIA 17/12/19 - ESTATUTO DA SEGURANÇA PRIVADA)

Olá meus amigos e amigas vigilantes, tudo bem com vocês?

O que vocês acharam da última live do ano? Espero que tenham gostado de assistir o tanto que eu gostei de fazer.

Bom, sabemos que ao vivo é um pouco complicado responder TODAS as perguntas de vocês, por isso, eu e minha equipe reunimos essas perguntas que ficaram sem resposta e fizemos questão de responder uma por uma.

Acompanhe abaixo as perguntas e respostas, em ordem alfabética pelo nome de quem perguntou.

 

Você não acompanhou a LIVE mas tem uma pergunta pra nos fazer? Envie através de nosso Escritório Online:

 

>>>>>ACESSAR ESCRITÓRIO ONLINE<<<<<

 

 

 

 

 

A

Ana Paula Alves: Pedrosa, será que mudando a escolaridade a nossa categoria terá algum avanço?

Pedrosa: Olá Ana, com certeza! Hoje em dia grande parte  das empresas de segurança privada já exigem uma escolaridade mínima. A maior porcentagem dos desempregados na categoria são os que possuem apenas o ensino fundamental, justamente pela consequência de que as empresas exigem um nível de escolaridade maior do que o exigido para se realizar o curso. Com a aprovação do estatuto, irá acontecer uma padronização na escolaridade exigida pelas escolas de formação e empresas de segurança privada, havendo assim um reconhecimento maior pela categoria. Para mais informações acesse http://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI

 

André Silva: Como fica a aposentadoria especial,vai ficar 25 anos?

Pedrosa: Olá André, até o momento a aposentadoria especial não teve mudanças, pois era um ponto polêmico dentro da reforma da previdência e então o senadores decidiram retirar os pontos polêmicos para serem discutidos mais profundamente e assim poderiam aprovar o texto principal como já foi feito no dia 12/11/2019. A proposta do governo no projeto de lei 245/2019 é que a aposentadoria especial tenha como requisitos a idade mínima de 60 anos e também os 25 anos de atividade especial (periculosa ou insalubre) comprovados através de PPPs e LTCAT (laudo técnico das condições ambientais do trabalho). Ou seja, até o projeto de lei ser votado, não teremos nada concreto e portanto a lei antiga sobre aposentadoria especial continua em vigor. Quanto tempo de atividade você possui? Para mais informações acesse http://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

Antonio Bernardo: Pedrosa vc é a favor de vigilante tem porte de arma?

Pedrosa: Olá Antônio, ao elencar os direitos do vigilante, o projeto de lei do Estatuto da Segurança Privada indica: “Porte de arma quando em efetivo serviço, nos termos desta lei e da legislação específica sobre o controle de arma de fogo. Ou seja o estatuto está apenas sinalizando o porte de arma em serviço, porém ele diz que também é garantido o direito conforme legislação específica sobre o controle de arma de fogo, que é o projeto de lei que será o centro das atenções de 2020. Portanto se aprovado o projeto de lei, teremos o porte de arma fora do local de trabalho também. Para mais informações acesse http://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

C

Carlos Antonyo Batysta Oliveira: Pedrosa aqui o Carlos de Barueri, o estatuto acaba com os porteiros?

Pedrosa: Olá Carlos, ao elencar os direitos do vigilante, o projeto de lei do Estatuto da Segurança Privada indica as atividades exclusivas do vigilante e numa delas diz que “o controle de acesso é atividade exclusiva do vigilante patrimonial” ou seja após a aprovação as empresas terão que migrar os porteiros para vigilantes patrimoniais. Você pode entender melhor acessando https://www.youtube.com/watch?v=XzsFacc_myg ou clique AQUI.

 

Cadu Edu: O estatuto prevê a mudança no calibre das armas?

Pedrosa: Olá Cadu, o estatuto apenas orienta que o armamento a ser utilizado será definido através de regulamentação, ou seja após a aprovação e promulgação da lei, os sindicatos, associações e vigilantes podem pressionar pelo decreto e pela portaria que definirá o melhor armamento a categoria. Você pode entender melhor acessando https://www.youtube.com/watch?v=imkUcFxd5ec ou clique AQUI.

 

Carlos Alberto: Estou desempregado mas tenho 24 anos de vigilante mais 7 anos de serviço anterior aos 24 anos de vigilante.

Pedrosa: Olá Carlos, realmente o nível de desemprego está complicado, porém estamos lutando pela melhora. Quanto a sua aposentadoria ao que tudo indica utilizando as regras de conversão você possa possuir o direito, porém seria necessário que eu fizesse o cálculo para que eu possa lhe ajudar de melhor forma. Você possui algum PPP em mãos? Para mais informações acesse http://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

D

Di Paulo: No novo Estatuto a escolaridade para ser vigilante mudar?

Pedrosa: Olá Di, o estatuto prevê sim a mudança da escolaridade para se realizar o curso de formação de vigilantes, hoje para se realizar o curso é exigido apenas a 4ª série do ensino fundamental. Com a aprovação passará a ser exigido o ensino médio completo para que se possa realizar o curso, lembrando que passará a valer está regra apenas para os que entrarem na área após a aprovação do estatuto. Para mais informações acesse http://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

Diego Souza da Silva: Porte de arma?

Pedrosa: Olá Diego, ao elencar os direitos do vigilante, o projeto de lei do Estatuto da Segurança Privada indica: “Porte de arma quando em efetivo serviço, nos termos desta lei e da legislação específica sobre o controle de arma de fogo. Ou seja o estatuto está apenas sinalizando o porte de arma em serviço, porém ele diz que também é garantido o direito conforme legislação específica sobre o controle de arma de fogo, que é o projeto de lei que será o centro das atenções de 2020. Para mais informações acesse http://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

F

Flávio Guedes: Transporte de valores João Pessoa, o porte de arma para os vigilantes sai ou não?

Pedrosa: Olá Flávio, o estatuto está apenas sinalizando o porte de arma em serviço, porém ele diz que também é garantido o direito conforme legislação específica sobre o controle de arma de fogo, que é o projeto de lei que será o centro das atenções de 2020. Para mais informações acesse http://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

G

Garcia Garcia: Pedrosa o que está pegando na Aposentadoria especial e idade ou tempo de contribuição?

Pedrosa: Olá Garcia, até o momento a aposentadoria especial não teve mudanças, pois era um ponto polêmico dentro da reforma da previdência e então o senadores decidiram retirar os pontos polêmicos para serem discutidos mais profundamente e assim poderiam aprovar o texto principal como já foi feito no dia 12/11/2019. A proposta do governo no projeto de lei 245/2019 é que a aposentadoria especial tenha como requisitos a idade mínima de 60 anos e também os 25 anos de atividade especial (periculosa ou insalubre) comprovados através de PPPS e LTCAT. Ou seja, até o projeto de lei ser votado, não teremos nada concreto e portanto a lei antiga sobre aposentadoria especial continua em vigor. Quanto tempo de atividade você possui? Para mais informações acesse http://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

Gerlano Vieira: Sou gerlano do estado do Ceará, cidade Redenção , agora com o estatuto da segurança Privada, vai mudar os calibres das armas dos guerreiros?

Pedrosa: Olá Gerlano, o estatuto apenas orienta que o armamento a ser utilizado será definido através de regulamentação, ou seja após a aprovação e promulgação da lei, os sindicatos, associações e vigilantes podem pressionar pelo decreto e pela portaria que definirá o melhor armamento a categoria. Você pode entender melhor acessando https://www.youtube.com/watch?v=imkUcFxd5ec ou clique AQUI.

 

Gilberto silva: Porquê o estatuto não foi aprovado ainda?

Pedrosa: Olá Gilberto, o estatuto ainda não foi aprovado por consequência de dois dispositivos legais que foram incluídos, um dele é que não permite a entrada de empresas estrangeiras de segurança privada no Brasil e o outro deles é o que não permite que os bancos se unam e criem uma empresa de transporte de valores orgânica para eles mesmos. Ou seja é uma queda de braço entre as três maiores transportadoras de valores e os bancos, esses dispositivos foram retirados no dia 16/12 do relatório porém os senadores que representam um dos lados pediram vistas ao processo para ganhar mais tempo, mas no mês de fevereiro terão que colocar em pauta para votação novamente. Para mais informações acesse http://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

Gonçalo Bento: Tem possibilidade do estatuto volta pra Câmara?

Pedrosa: Olá Gonçalo, o estatuto não irá voltar para a câmara, pois ele surgiu lá e já foi aprovado pelos deputados, então seguiu para o senado para que fosse analisado. Após aprovação no senado restará somente a sua promulgação. Para mais informações acesse http://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

H

Henrique Br: Como estão o andamento dos processos no STJ da aposentadoria especial que parou para ser analisada?

Pedrosa: Olá Henrique! Ocorre que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) suspendeu todos os processos referentes a Aposentadoria Especial dos Vigilantes em todo o país. Os ministros irão analisar 3 recursos especiais e julgar, estabelecendo a mesma decisão para às demais instâncias judiciais. Aguardamos, mas acredito que ao início do ano que vem já começa a regularizar. Espero que tenha ajudado, Henrique! Para mais informações acesse: https://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

 

J

Jacson Luiz da Silva Gonçalves: Estou matriculado no curso de tecnologia em segurança pública na Ucepel. Qual a abrangência desse curso???

Pedrosa: Olá Jacson! Segundo o portal do MEC, atua nas áreas de política, gestão, planejamento e técnicas-operacionais no âmbito do sistema de segurança pública, fundamentado nos princípios da cidadania, dos Direitos Humanos e da cultura da paz, em relação às atividades de prevenção e enfrentamento das conflitualidades contemporâneas. O curso tem enfoque em segurança pública. Pode influenciar em concursos dentre outros na área pública. Na área privada serve como conhecimento e a aplicação pode ser muito ampla. Mas não funciona como o gestor em segurança privada, que é um dos cargos mais valorizados na segurança privada, bem como de maior salário. Espero que tenha ajudado, Jacson! Para mais informações acesse: https://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

Joao Alves: Gostaria de saber se dentro desse estatutos não ouvi falar em porte de armas pesoal para nós vigilantes?

Pedrosa: Olá João! O Projeto de Lei do Estatuto da Segurança privada ao elencar os direitos do vigilante, indica porte de arma quando efetivo serviço nos termos desta lei, e da legislação específica sobre o porte de armas de fogo. Enfim, nos termos do Estatuto, o porte será em efetivo serviço conforme o que ele e a  Lei N° 10826 dispõem. Esta Lei específica trata do porte e a posse de arma, que está para ser alterada na câmara dos deputados. O estatuto indica a Lei, que aguarda alterações. Espero que tenha ajudado, João! Para mais informações acesse: https://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

Joao Paulo: E se antes da reciclagem fizer alguma das extensões também vai contar como reciclagem ?

Pedrosa: Olá João! A extensão conta como reciclagem para  a vigilância. Quando feita antes dos  dois anos, ela antecipa a reciclagem e novo prazo de 2 anos começa a fluir . Importante saber que se estiver trabalhando na atividade extensiva, só a  reciclagem específica da atividade permite sua reciclagem. Exemplo, está no transporte de valores, só a reciclagem do transporte de valores recicla para a atividade. Espero que tenha ajudado, João! Para mais informações acesse: https://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

Jorge Andre M. Souza Souza: A pergunta é quais os quesitos para ser instrutor destas novas oportunidades?

Pedrosa: Olá Jorge! No tocante a esta  questão a regularização vai ser feita na Portaria da Polícia Federal que tem a função de organizar e normatizar a formação dos profissionais da segurança privada. É óbvio que as novas atividades vão exigir outras credenciais para os instrutores atuais e com certeza outros profissionais vão integrar o corpo docente das escolas de formação. Espero que tenha ajudado, Jorge! Para mais informações acesse: https://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

Jorge Andre M. Souza Souza: A PF que vai determinar estes outros serviços?

Pedrosa: Olá Jorge! Exatamente, às escolas junto a ABCFAV, realizaram estudos, e estão trabalhando junto a Polícia Federal para determinar essas novas demandas de formação do curso básico, das extensões e das reciclagens. Espero que tenha ajudado, Jorge! Para mais informações acesse: https://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

Jorge Andre M. Souza Souza: Mestre é possível ter acesso a esta projeção de hoje de suas explanações?

Pedrosa: Olá Jorge! Esta LIVE ficará disponível e pode procurar por outras duas, a do VIGILANTE 4.0 e a do Estatuto e o Vigilante. Além destas duas  LIVE vai encontrar vários vídeos no meu canal, onde explico essas projeções em detalhes, bem informativo mesmo, para que entenda melhor a situação. Se ainda assim restarem dúvidas, você ainda pode entrar em contato comigo através do link que vou disponibilizar ao final desta mensagem. Espero que tenha ajudado, Jorge! Para mais informações acesse: https://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

Jorge Andre M. Souza Souza: Tem estudo para a grade curricular dos instrutores destas novas oportunidades?

Pedrosa: Olá Jorge! Essas novas atividades vão exigir um novo currículo, onde às escolas já fizeram um estudo juntamente com a ABCFAV, e apresentaram a proposta para a Polícia Federal. Então terá uma nova grade, e os instrutores provavelmente terão que se especializar. Espero que tenha ajudado, Jorge! Para mais informações acesse: https://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

José Rafael Souza: Minha dúvida, no caso vigilante Patrimonial os bancos terão sua própria segurança, interna procede isso?

Pedrosa: Olá José! O Estatuto da Segurança Privada impõe algumas exigências para o funcionamento de dependências de instituições financeiras onde haja, simultaneamente, atendimento ao público e guarda ou movimentação de numerário de valores, fica condicionado à aprovação do respectivo Plano de Segurança pela Polícia Federal, além de instituir diversos regramentos. Não se tem previsão desta exigência e os bancos não desejam organizar vigilância orgânica. O que eles estão brigando é a possibilidade de terem a atividade de transporte de valores orgânico. O negócio deles é emprestar dinheiro a altos juros! Espero que tenha ajudado, José! Para mais informações acesse: https://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

Juliano Escada Diniz: Sou vigilante há 20 anos, possuo vários cursos na área tenho extensões TV, EA, VSSP, ANL1, ANL2, GE, Sup.segurança, Técnico Bombeiro Civil, Inglês, Espanhol e Italiano fluente e o salário vai aumentar?

Pedrosa: Olá Juliano! Com todas essas competências  é necessário fazer a seguinte reflexão. Você vai evoluir muito mais se preparando para ser um Gestor em Segurança Privada. O trabalho de gestor se encaixa mais e este  profissional é o que vai ter maior remuneração. Indico que aprimore mais esta graduação com cursos vinculados à segurança privada, que lhe habilitado a realizar análise de risco, planos de segurança, auditoria em segurança e conhecimento básico de processos de gerenciamento de risco em transporte de numerários bens e valores. Com a fluência dessas línguas,  você pode obter conteúdos de experiências e formações do Estados Unidos, que estão 10 anos na frente do Brasil, nos aspectos de procedimentos preventivos. E acredite, a nova ERA DA SEGURANÇA vai demandar profissionais de alto nível técnico e de pessoas como você. Infelizmente para a função apenas de Vigilante, dificilmente será bem remunerado com toda essa qualificação. Espero que tenha ajudado, Juliano! Para mais informações acesse: https://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

L

Leonardo Borges: Qual a base salarial do vigilante para Santa Catarina?

Pedrosa: Olá Leonardo! O Piso salarial do Vigilante em SC é de 1.392,00 mais os 30% da periculosidade. Espero que tenha ajudado, Leonardo! Para mais informações acesse: https://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

 

Luciana Alves: Rotina diária vai mudar para polícia privada?.

Pedrosa: Olá Luciana, a rotina não irá mudar, essa continuará igual, exceto por algumas situações visto algumas mudanças, como por exemplo, a divisão do cargo de Vigilante em dois, o Supervisor e o normal. A princípio, o restante continua igual. Espero que tenha ajudado, Luciana! Para mais informações acesse: https://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

M

Mackson Anderson: Dr, porque o senhor não se unir ao Dr Cersa Melo, Marcos pollon, Fabrício Rebelo, Bene Barbosa????????????

Pedrosa: Prezado Mackson, procuramos contribuir com a categoria produzindo conteúdos de caráter profissional, trabalhista e previdenciário que é o nosso forte. Nos demais temas, também contribuímos mas de forma tão intensa quanto os colegas citados.

 

Magno Alves: A escolaridade do vigilante é exigido a 4 série do ensino fundamental, em relação ao estatuto isso muda ou permanece com essa mesma escolaridade?

Pedrosa: Olá Magno!  O Estatuto da Segurança Privada determinou duas possibilidades: a primeira com o nível de escolaridade mínimo exigido de ensino fundamental completo, e a segunda que exige ensino médio. O ensino médio é exigido, por exemplo, na atividade de Vigilante Supervisor.Espero que tenha ajudado, Magno! Para mais informações acesse: https://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

Magno Alves: O que impede, o qual está sendo o maior obstáculo para que o estatuto da segurança privada ser aprovado?

Pedrosa: Olá Magno! Além de ser um processo bem burocrático, ele vem sendo arrumado na gaveta por muito tempo. Nos bastidores do senado, há um movimento da FENAVIST e das Federações dos Vigilantes para haver a aprovação do Estatuto. De outro lado, os Bancos, e as três maiores empresas de transporte de valores estão trancando esta  deliberação por causa de interesse econômicos. Conforme noticiamos, a votação ficou para fevereiro de 2020.Espero que tenha ajudado, Magno! Para mais informações acesse: https://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

Maico Nascimento: Mas a polícia federal iria fiscalizar isso, o que aconteceu que não estão fiscalizando? principalmente os "eventos"

Pedrosa: Olá Maico! A fiscalização continuará a cargo da Polícia Federal e tende a ficar mais rígido e eficaz em razão de duas inovações: primeiro quanto a possibilidade de convênio entre a PF e as seguranças públicas dos Estados. Este fato vai ampliar bastante o poder de fiscalização.  E a segunda inovação será o valor das  multas pesadas que estarão sendo aplicadas para quem trabalha, quem contrata e quem organiza o serviço irregular. . Espero que tenha ajudado, Maico! Para mais informações acesse: https://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

Maico Nascimento: Reciclagem nas férias, como acabar isso?

Pedrosa: Olá Maico! A reciclagem não deve ser feita no período de descanso do vigilante. É uma problemática existente criada pelas próprias empresas de vigilância empregadoras. Para evitar ter que pagar a reciclagem durante o tempo em que o contribuinte está trabalhando, eles acabam mandando no período de folga por comodidade. Mas a própria Consolidação das Leis de Trabalho (CLT), dispõe que a reciclagem não poderia ser feita no horário de descanso, pois excede às horas da jornada de trabalho determinadas. Espero que tenha ajudado, Maico! Para mais informações acesse: https://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

Marcelino Marcelino: E facilitação do porte de arma dos vigilantes com vínculo empregatício nas empresas de segurança, foi regulamentado, ou seja o direito e reconhecido?

Pedrosa: Olá Marcelino! Ainda não houve essa facilitação. O Decreto que regia essa situação foi revogado. O que ocorre é que o Estatuto da Segurança Privada dispõe que o armamento a ser utilizado será definido com a regulamentação, ou seja após a aprovação e promulgação da lei, os sindicatos, associações e vigilantes podem pressionar pelo decreto e pela portaria que irá definir a questão do armamento. Caso ainda restem dúvidas, você pode entender melhor assistindo ao meu vídeo explicativo, podendo ser acessado clicando neste link: https://www.youtube.com/watch?v=imkUcFxd5ec ou clique AQUI.

Espero que tenha ajudado, Marcelino! Para mais informações acesse: https://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

Marcelo Misael: Dr. Pedrosa por gentileza comenta algo sobre os Contratos Intermitentes que as Empresas estão adotando para contratar os Vigilantes?????????

Pedrosa: Olá Marcelo! No contrato intermitente o trabalhador fica a disposição do empregador, ganhando apenas pelas horas trabalhadas. Se caso não for chamado não irá ser remunerado. O trabalhador recebe um salários por suas horas que não pode ser inferior ao salário mínimo.  O empregado terá direitos previstos como férias proporcionais ao tempo trabalhado mais o pagamento de 1/3, depósito de Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), descanso semanal remunerado e 13º salário, proporcionais ao período trabalhado. Deve constar no contrato os seguintes pontos:

• Locais de prestação de serviços;
• Turnos para os quais o empregado será convocado para prestar serviços;
• Formas e instrumentos de convocação e de resposta para a prestação de serviços;
• Formato de reparação recíproca na hipótese de cancelamento de serviços previamente agendados.
Vigilante contratado nesta modalidade é a precarização da segurança.Espero que tenha ajudado, Marcelo! Para mais informações acesse: https://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

 

Marco Aurélio Miguel: Qual seu ponto de vista a respeito do porte de arma para os VGT, sai ou não sai ?

Pedrosa: Olá Marco Aurélio! Isso vai depender totalmente de lei específica que está sendo debatida na Câmara do Deputados. 2020  promete avanço nesta reivindicação. Por  enquanto irá proceder como já funcionava anteriormente.. Espero que tenha ajudado, Marco! Para mais informações acesse: https://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

Michael Wesley: Você acha que nois vigilante, um dia poderemos ter esse poder de polícia igual a GCM???

Pedrosa: Olá Michael! Entendo que há muitas guardas municipais que são compostas por Vigilantes que optam a fazer concurso público ou entram por outra forma de ingresso, mas o Vigilante tem a nobre função de inibir e impedir ações criminosas na esfera do  patrimônio privado, diferente da Guarda Municipal que é o Patrimônio público, municipal.  Espero que tenha ajudado, Michael! Para mais informações acesse: https://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

N

Nelson Scheidegger Neto: Tem uma previsão para a votação lei ?

Pedrosa: Olá Nelson!  Não dá para fazer uma previsão certa,  mas o recesso legislativo vai até fevereiro. Na primeira sessão da Comissão retoma a votação suspensa agora no dia 17 de novembro.Nos bastidores do senado, há um movimento da FENAVIST e das Federações dos Vigilantes para haver a aprovação do Estatuto na maior brevidade possível Espero que tenha ajudado, Nelson! Para mais informações acesse: https://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

P

Pablo lucho: Calibre do armamento do vig vai mudar?

Pedrosa: Olá Pablo! Basicamente o Estatuto da Segurança Privada dispõe que o armamento a ser utilizado será definido com a regulamentação, ou seja após a aprovação e promulgação da lei, os sindicatos, associações e vigilantes podem pressionar pelo decreto e pela portaria que irá definir a questão do armamento. Caso ainda restem dúvidas, você pode entender melhor assistindo ao meu vídeo explicativo, podendo ser acessado clicando neste link:  https://www.youtube.com/watch?v=imkUcFxd5ec ou clique AQUI.


Espero que tenha ajudado, Pablo! Para mais informações acesse: https://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

Paulo Souza: O vspp vai poder prestar serviço sozinho através de um MEI ou somente através de empresa privada?

Pedrosa: Olá Paulo! O Estatuto da Segurança Privada não traz a possibilidade de prestação de serviço autônomo para o vigilante, somente para o Gestor de Segurança Privada. Espero que tenha ajudado, Paulo! Para mais informações acesse: https://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

R

Roberio Marcos: Vigilante e nível 4 série e depois vai ficar nível médio obrigatório?

Pedrosa: Olá Roberio! O Estatuto da Segurança Privada determinou duas possibilidades: a primeira com o nível de escolaridade mínimo do ensino fundamental completo, e a segunda que exige ensino médio. O segundo grau é exigido, por exemplo, na atividade de Vigilante Supervisor. Espero que tenha ajudado, Roberio! Para mais informações acesse: https://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

 

S

Sertanejanjão: Pedrosa meu querido o que o estatuto fala sobre exercer atividade remunerada com o porte de arma?

Pedrosa: Olá, o estatuto apenas orienta que o armamento a ser utilizado será definido através de regulamentação, ou seja após a aprovação e promulgação da lei, os sindicatos, associações e vigilantes podem pressionar pelo decreto e pela portaria que definirá o melhor armamento a categoria. Você pode entender melhor acessando https://www.youtube.com/watch?v=imkUcFxd5ec ou clique AQUI.

 

T

Thiago Souza: Quando a gnt faz um curso de extensão a gnt já renova o patrimonial correto?

Pedrosa: Olá Thiago, sim, a extensão recicla a vigilância. Mas é importante saber que algumas empresas não aceitam a realização de outros cursos como reciclagem. Mas pela Portaria 3233/12 pode orientar pela aceitação. Para mais informações acesse: https://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

V

Valmir Ricart: Tenho 22 anos de profissão de vigilante patrimonial como fica a Aposentadoria?

Pedrosa: Olá Valmir, até o momento a aposentadoria especial não teve mudanças, pois era um ponto polêmico dentro da reforma da previdência e então o senadores decidiram retirar os pontos polêmicos para serem discutidos mais profundamente e assim poderiam aprovar o texto principal como já foi feito no dia 12/11/2019. A proposta do governo no projeto de lei 245/2019 é que a aposentadoria especial tenha como requisitos a idade mínima de 60 anos e também os 25 anos de atividade especial (periculosa ou insalubre) comprovados através de PPPS e LTCAT. Ou seja, até o projeto de lei ser votado, não teremos nada concreto e portanto a lei antiga sobre aposentadoria especial continua em vigor. Você exerceu atividade em outras profissões como tempo comum? Para mais informações acesse: https://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

W

Wagner Santana Fenix: Olá Pedrosa, foi aprovado?

Pedrosa: Olá Wagner o estatuto ainda não foi aprovado por consequência de dois dispositivos legais que foram incluídos, um dele é que não permite a entrada de empresas estrangeiras de segurança privada no Brasil e o outro deles é o que não permite que os bancos se unam e criem uma empresa de transporte de valores orgânica para eles mesmos. Ou seja é uma queda de braço entre as três maiores transportadoras de valores e os bancos, esses dispositivos foram retirados no dia 16/12 do relatório porém os senadores que representam um dos lados pediram vistas ao processo para ganhar mais tempo, mas no mês de fevereiro terão que colocar em pauta para votação novamente. Para mais informações acesse http://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

Wilton Silva: E referente a escolaridade... na minha opinião deveria mudar, isso pode acontecer?

Pedrosa: Olá Wilton, hoje grande parte  das empresas de segurança privada já exigem uma escolaridade mínima, de segundo grau completo. A maior porcentagem dos desempregados na categoria são os que possuem apenas o ensino fundamental, justamente pela consequência de que as empresas exigem um nível de escolaridade maior do que o exigido para se realizar o curso. Com a aprovação do estatuto, irá acontecer uma padronização na escolaridade exigida havendo assim um reconhecimento maior pela categoria. Para mais informações acesse http://geni.us/Pedrosa ou clique AQUI.

 

 

 

>>>>>ACESSAR ESCRITÓRIO ONLINE<<<<<

 

 

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS


FALE COMIGO!
TELEGRAM
Fale Comigo!
WhatsApp

Receba novidades

Canal do Youtube

 

Instagram

/Pedrosa Previdência

Curta Nossa Página