(49) 9 9132-0090    contato@pedrosaprevidencia.com.br

CONTATE O ESCRITÓRIO ONLINE!

Segurança Privada

  • Vilson Pedrosa
  • 17 de agosto de 2020

FALTA DE COLETE PARA VIGILANTE EM POSTO ARMADO GERA DANOS MORAIS

Olá, tudo bem? 

Você está no BLOG PEDROSA PREVIDÊNCIA, especialista nas demandas que afetam o vigilante!

 

Falta de colete para vigilante em posto armado gera direito a danos morais, decidiu o TRT-2.  

 

Fique comigo e saiba tudo a respeito deste tema trabalhista. 

 

Antes de ir ao assunto, quero manifestar minha gratidão pelo seu prestígio, pelo seu apreço e valorização ao nosso canal no Youtube que está chegando na marca de 70 mil inscritos. 

 

Sou grato a você que compartilha os conteúdos e traz novos guerreiros para o canal.  

A cada dia renovo meu compromisso de produzir e publicar conteúdos que ajudem você na sua vida pessoal e profissional. 

 

A você que ainda não faz parte dessa comunidade, aproveite a ocasião, se inscreva clicando aqui > >> CANAL do YOUTUBE <<

 

- Acione o sino de notificação, assim, não vai perder nenhum conteúdo porque o Youtube vai te avisar em primeira mão quando um vídeo é  publicado.

 

Vamos direto ao ponto: Uma vigilante que trabalhou em um posto armado sem ter a disposição o colete de proteção foi indenizada em R$ 12 Mil reais por danos morais.

 

A decisão foi do TRT 2 que reverteu a decisão da vara do trabalho de SP. 

 

Nessa decisão houve uma novidade importante: A empresa tomadora do serviço também foi condenada de forma subsidiária. 

 

Ou seja, se a empresa de vigilante não pagar, quem vai ter que assumir é a empresa contratante. 

 

Essa decisão é singela mais demonstra uma realidade assustadora: o quanto ainda  algumas empresas não zelam pelos requisitos básicos de segurança e menosprezam os riscos inerentes a função do vigilante. 

Em agindo assim, atraiu um passivo de 12 mil reais ainda perdeu o posto de serviço.  

 

O Estatuto da segurança privada vai impactar o segmento da segurança privada de várias maneiras e em várias frentes. 

 

 

- Uma delas é criar uma barreira de entrada para empresas inidôneas que sem condições estruturais se aventuram no mercado aviltando preços e expondo os vigilantes a riscos desnecessários, como é o exemplo da vigilante, que trabalhava sem as condições adequadas ao exercício de sua função.

 

Quer me ajudar a fazer o Blog crescer e transmitir conteúdos para muito mais pessoas? 

 

É só COMPARTILHAR o Post, assim ele é mostrado para muito mais vigilantes!

 

Tem alguma dúvida, alguma questão relacionada ao INSS? 

Use o link abaixo e envie que irei te ajudar.

 

 

 

 

Seja vigilante como sempre e guerreiro como nunca! 

Te espero no próximo Post!

 

 

 

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS


FALE COMIGO!
TELEGRAM
Fale Comigo!
WhatsApp

Receba novidades

Canal do Youtube

 

Instagram

/Pedrosa Previdência

Curta Nossa Página